quarta-feira, 22 de fevereiro de 2017

COMUNIDADE NOSSA SENHORA AUXILIADORA

Na noite de 18/02, padre Daniel celebrou na comunidade de Nossa Senhora Auxiliadora.
"Sede perfeitos como o vosso Pai celeste é perfeito."(Mt5,48)
Na procissão de entrada ,o cartaz sobre o Dízimo destacava que ser fiel ao dízimo é ser fiel a Deus, e se colocar a serviço do seu projeto, construir uma sociedade cada vez mais justa, fraterna e solidária , sinal do reino de Deus.
Padre Daniel iniciou a reflexão, dizendo que Jesus continua o seu discurso, ensinando-nos a viver o amor mais profundo, para que sejamos perfeitos como o Pai celestial. Ser cristão exige o desafio do nosso amor pela igreja. Fazer a diferença, andar de cabeça erguida nos caminhos de Deus. Ele nos pede amor e o perdão, que é o gesto concreto do amor verdadeiro. No Evangelho de hoje, Jesus nos pede amor ao próximo. No caminho da fidelidade poderemos estar mais próximos da experiência de sermos amados por ele.Tendo como fonte o próprio Deus e não mundo,saberemos viver como irmãos e irmãs.








Eliane Martin






RENOVAÇÃO CARISMÁTICA

Aconteceu no dia 18 de janeiro, sábado, na Praça do Rosário, a comemoração dos 50 anos da Renovação Carismática Católica.




Bianca Lamas


NOMEAÇÕES E TRANSFERÊNCIAS

Depois de ouvir o Conselho Episcopal, o Senhor Arcebispo Dom Geraldo Lyrio Rocha nomeou Pe. Isauro Santana Biazutti, Administrador Paroquial da Paróquia de Nossa Senhora da Piedade, em Barbacena; Pe Joaquim Diogo de Melo, Administrador Paroquial da Quase Paróquia de Nossa Senhora das Dores, no município de Barbacena; Pe. Daniel Ângelo Henriques, Pároco da Paróquia de Santa Bárbara, em Santa Bárbara do Tugúrio; Pe. João Carlos Chini, colaborador na Paróquia de Nossa Senhora do Pilar, em Ouro Preto Pe. Joel Santos de Marselha, Vigário Paroquial da Paróquia de São Sebastião, em Itabirito. O Senhor Arcebispo designou o Diác. José Maria Dias, colaborador na Paróquia de São José, em Alto Rio Doce; o Diác. Lucas Germano de Azevedo, colaborador na Paróquia de Santa Rita de Cássia, em Viçosa e o Diác. Márcio Henrique da Silva, colaborador na Paróquia de São Sebastião, em Barbacena. Atendendo à indicação do Superior Provincial da Província da Exaltação da Santa Cruz, da Congregação da Paixão de Jesus Cristo (Passionistas), o Senhor Arcebispo nomeou o Pe. Denilson Rodrigues do Nascimento e Pe. Luiz Carlos Meneghetti, Vigários Paroquias da Paróquia de Nossa Senhora da Penha, em Barbacena.

www.arqmariana.com.br

quinta-feira, 16 de fevereiro de 2017

PAPA FRANCISCO ENSINA A ORAÇÃO DOS 5 DEDOS


1 – O polegar é o que fica mais próximo de nós. Assim comece rezando pelas pessoas que ficam mais próximas. Elas são as mais fáceis de lembrarmos. Ore pelos seus entes queridos: cônjuge, filhos, pais, irmãos, parentes e amigos.
2 – O dedo seguinte é o indicador. Reze por aqueles que ensinam, instruem e curam. Isto inclui os professores, médicos e sacerdotes (pelo papa e pelos bispos). Eles necessitam de apoio e sabedoria para indicar a direção certa para os outros. Mantenha-os em suas orações.
3 – O próximo dedo é o mais alto. Ele lembra nossos líderes. Reze pelo presidente, governador, prefeito e demais autoridades. Essa gente dirige a nação e precisa da direção de Deus. Lembre-se que feliz é a nação cujo Deus é o Senhor.
4 – O quarto é o anelar. Para surpresa de muitos, este é o nosso dedo mais fraco, como pode atestar qualquer professor de piano. Ele deve nos lembrar de rezar pelos que são fracos, que estão em aflição ou dor. Essas pessoas precisam de nossa oração permanentemente.
5 – O quinto e último é o dedinho mínimo, o menor de todos. É dessa forma que devemos nos colocar diante de Deus. O mindinho deve nos lembrar de rezar por nós mesmos. Após ter rezado pelos outros quatro grupos, nossas próprias necessidades terão sido colocadas na perspectiva correta e seremos capazes de rezar por nós de forma mais eficaz. Amém!
Sempre que olhar para sua mão, portanto, lembre-se de rezar

CONSELHO COMUNITÁRIO DE PASTORAL - AUXILIADORA

Aconteceu na noite do dia 14 de Fevereiro , na comunidade de Nossa Senhora Auxiliadora, a reunião do CCP,com a presença de cônego Tarcísio e membros de pastorais.
Após a oração inicial,aconteceu a leitura do Evangelho do dia,onde a palavra "fermento" usada por Jesus nos alertou a mudar a postura do que não edifica,a rever os testemunhos,enquanto pessoas de comunidade.
Na oportunidade, falou-se sobre os grupos de canto,Dimensão missionária,catequese e avaliação do trabalho da comunidade.Em linhas gerais foi falado sobre a festa de Nossa Senhora que se aproxima.
Cônego Tarcísio anunciou algumas propostas para a comunidade ,e finalizou a reunião com oração e a bênção .




 Eliane Martin

ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO



Paróquia de São Sebastião – Barbacena – MG
ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO


 E S C A L A – PERÍODO DO CARNAVAL

Período
Horário
Equipe responsável
26.02.2017  Domingo
15 horas
Apostolado da Oração, Legião de Maria, MECE
16 horas
Pastoral do Dízimo, Farmácia Comunitária
17 horas
Pastoral da Esperança, Pastoral do Batismo, Ministros da Palavra
18 horas
Irmãos do Santíssimo, Terço dos Homens
27.02.2017  2ª Feira
15 horas
Pastoral da Criança e do Menor, IAM, Catequese, Acólitos
16 horas
Dimensões: Missionária (Setores), Social, Grupos de Reflexão
17 horas
Setor Juventude – ( EAC, EJC, JM (Juventude Missionária), PHN ), COMIPA
18 horas
Vicentinos, Renovação Carismática Católica, PASCOM
28.02.2017  3ª Feira
15 horas
Vocacionados, Religiosas, EVP, Terço das Mães
16 horas
Pastoral da Pessoa Idosa, Grupos de Canto, Equipe de Ornamentação/Mural
17 horas
Pastoral Familiar, ECC, MCC, Equipes de Nossa Senhora
18 horas
Equipe de Liturgia, Ministros Leitores , Pastoral da Acolhida, Funcionários da Paróquia



                             

segunda-feira, 13 de fevereiro de 2017

COMO FAZER UMA BOA ADORAÇÃO AO SANTÍSSIMO SACRAMENTO?

A adoração ao Santíssimo Sacramento é um momento de graças.

Nós, católicos, cremos firmemente naquilo que Jesus disse em João cap. 6: “O pão que eu darei é a minha própria carne”. Não precisamos de nenhum milagre eucarístico para acreditar nisto. Não é simbolismo, não teatro, é PRESENÇA REAL. Lanciano é para os incrédulos. O Evangelho é para os fieis.
Mas, Gabriel, se é realmente a carne de Jesus, porque Ele não permite uma transformação visível? Aí eu te pergunto: “Você comeria um pedaço de carne humana?”. Pois bem. Jesus se dá no pão para que ninguém tenha medo de se aproximar d’Ele. Agora vamos falar da adoração.
Certa vez um teólogo disse: “A Eucaristia é pra ser comida, não para ser adorada”. Falou a maior besteira do mundo! Se cremos que ali está Jesus, a 2° pessoa da Santíssima Trindade, é lógico que precisamos dar à Hóstia Consagrada um culto de adoração (Latria). Santo Agostinho, no séc. IV, já dizia: “Ninguém coma deste pão, sem antes O adorar”. Portanto, joelhos dobrados (a não ser que você sofra com reumatismo).
Quinta-feira não é o único dia para a adoração. Jesus está no tabernáculo todos os dias, por isso você não precisa aguardar o momento da comunidade para visitar o Senhor. Até porque, na maioria das comunidades, existe mais barulho que adoração. O povo canta… canta… canta… mas não faz um minuto de silêncio. Adoração é CONTEMPLAÇÃO. É olhar para Jesus e deixar que Ele nos olhe. Assim como um casal de namorados não precisa de muita conversa quando estão abraçados, assim deve ser nossa relação com o Senhor, pois quem ama de verdade, fala até com o silêncio.
Você está diante daquele Homem que andou sobre as águas, que curou o cego de nascença, que abençoou as crianças e conversou com a samaritana. É o mesmo. Nem mais, nem menos. Santa Teresa dizia: “Não vejo, não sinto, mais CREIO”.
Se você tem facilidade em se distrair, pode se servir de algumas orações, como a Ladainha do Coração de Jesus, o Terço da Misericórdia, ou até mesmo a meditação de um Salmo. Tais orações podem ser intercaladas com uma música apropriada. Se tiver um canto gregoriano tocando baixinho na caixa de som, aí é a pura sensação do Céu.
Lembre-se: quem crê verdadeiramente em Jesus Eucarístico, não espera que Ele seja colocado num ostensório. Até mesmo quando um ministro passa ao nosso lado com a âmbula, devemos inclinar, com reverência, nossa cabeça.
Enfim, nós somos felizardos. Jesus disse aos apóstolos que estaria com a Igreja todos os dias, até o fim do mundo, e a forma mais especial que Ele inventou para cumprir esta promessa foi a Eucaristia.
Tem algo a contar pra Jesus? Está esperando o quê? Corra para o sacrário! O Senhor te espera de braços abertos. Feliz quem crê. Feliz quem O ama. Feliz quem O adora. Feliz quem n’Ele espera. Amém!
 (Seminarista Gabriel Vila Verde)http://catequesecatolica.com.br
 
 

REUNIÃO DO CPP PARÓQUIA SÃO SEBASTIÃO

Aconteceu na comunidade Nossa Senhora Auxiliadora em (06/02) a 2ªreunião do CPP."Comece fazendo o que é necessário,depois o que é possível,e de repente você estará fazendo o impossível."(São Francisco de Assis).
Após a oração inicial, foram discutidos pontos positivos e frágeis das comunidades em relação a Festa de São Sebastião, apresentação do tema e lema da Campanha da Fraternidade, dentre outros assuntos.Notícias das comunidades foram compartilhadas. Foi apresentado cronograma da adoração ao Santíssimo no período do carnaval, dentre outras atividades. Reunião finalizada com orações e confraternização entre a equipe.



 Eliane Martin





domingo, 5 de fevereiro de 2017

5º DOMINGO TEMPO COMUM - SÃO BRÁS

A Comunidade de Nossa Senhora Auxiliadora celebrou em (04/02),juntamente com Cônego Tarcísio, o  5º domingo do tempo comum e São Brás, protetor contra os males da garganta e todos os tipos de enfermidade. Participação da liturgia do grupo EAC.
A liturgia nos convidou a sermos sal da terra e luz do mundo. "Vós sois o sal da terra (...) Vós sois a luz do mundo"-(Mt 5,13,14)
A missa deste final de semana revela para nós, através da palavra de Deus, traços fortíssimos da nossa identidade de cristãos e cristãs. Devemos ter consciência do que nos eleva como seres humanos. O trecho, sermão da montanha é a nossa condição de cristãos e revela a importância de cada um no projeto de Deus.
O celebrante interagiu com os fiéis sobre a finalidade do sal, que realça o sabor do alimento, e sobre a luz que ilumina o mundo.
Quando Jesus usou este exemplo e aplicou em nossa condição de batizados, espera de nós,o tempero da serenidade, conforto, consolo que edifica as pessoas. Ser luz no mundo para iluminar ,e levar luz ao próximo. Revelar o que há de melhor para levar luz ao outro.
Iluminaremos com palavras, abraços, com gestos de perdão, de partilha, de capacidade de amar.
Tornar a vida agradável, esta é a proposta. Se fôssemos sal e luz na vida do outro, nossa vida seria melhor. Descobriríamos talentos nos outros, e não perceberíamos os defeitos. Os cristãos devem ser luz ,que edifica o outro.
Aconteceu também a oração e benção de São Brás com gestos da imposição das velas, em seguida aconteceu a procissão para a benção da garganta.









Eliane Martin