domingo, 30 de novembro de 2014

DOMINGO DO ADVENTO - COMUNIDADE NOSSA SENHORA AUXILIADORA

Neste 1º DOMINGO DO ADVENTO a palavra de ordem é Vigiar. 
     Missa celebrada ás 18h, presidida por Padre Afrânio e seminaristas Wesley e Vitor. Na homília realizada pelo seminarista Victor nos fez compreender de que nada vale desejar um feliz ano novo litúrgico se não nos prepararmos para a chegada do Natal. E nesse tempo do Advento não só muda os ritos, as cores, nem se canta o glória, mas o grande perigo é chegar no dia 25 e não ter mudado nada em nós. Nos alerta, dizendo que, os três passos para vivermos um bom Advento São Paulo nos diz e o Papa Francisco fortalece, que é, a caridade, a fé e a esperança que pode ser colocada como alegria. Vivendo esses três passos poderemos viver o advento e uma boa vida cristã.
     Nossa comunidade se alegrou com a presença dos catequizandos que renovaram as promessas do batismo para receber o sacramento da Eucaristia no próximo sábado. No final da celebração, catequizados e proprietários e funcionários da rede Drogaminas que agradeceram por mais um ano de trabalho, receberam a bênção. 
Aconteceu também, confraternização com dizimistas, pela concretização do muro do estacionamento.













Colaboração: Leila Batista



sábado, 29 de novembro de 2014

Novo Ano Litúrgico – Novo Tempo - Advento



A Igreja inicia o novo Ano Litúrgico no próximo dia 30 com a celebração do 1º Domingo do Advento. Começa um novo ciclo para as leituras bíblicas dominicais do ano B marcadas pelo evangelista Marcos.



O ano B é, principalmente, criptológico, pois é caracterizado pela meditação de Marcos sobre o caráter messiânico de Jesus e do Reino que Ele inaugura. Nele transparece a estrutura do querigma ou anúncio da atuação, morte e ressurreição do Cristo, como era proclamado no início da pregação cristã.


O Advento do ano B traz a ideia do encontro com Deus, a realização da promessa de sua irrestrita presença conosco. 


O primeiro domingo sugere uma atitude de preparação geral para o encontro com o Senhor no fim dos tempos. A liturgia transborda confiante esperança: os cristãos vão ao encontro do Senhor que está chegando. Vigilantes praticam os ensinamentos do Senhor Jesus neste mundo a fim de estarem prontos para receberem Cristo e participarem do Reino transcendente. 


O segundo domingo marca o encontro com a conversão, início da Boa Nova, ou seja, a transformação da vida, com vistas ao grande encontro definitivo com Jesus, o libertador. Deus se volta para os seus filhos e estes voltam para o Pai Criador.


No terceiro domingo surge a alegria devido a presença de Deus, oculta, porém próxima, alegria que anuncia a boa-nova aos pobres. A certeza de que Deus é nosso Pai e quer o melhor para nós, leva-nos a uma confiança serena e alegre, mesmo perante a dureza de situações inesperadas. As angústias e revoltas desaparecem, se interiormente ficamos bem próximos desse nosso Deus que jamais abandona seus filhos. Junto d’Ele, recuperamos a paz e a alegria.


No quarto domingo realiza-se a promessa de Messias através do Sim de Maria. Graças à disponibilidade da serva acontece a encarnação do Verbo de Deus. Ocorre a união entre o céu e a terra, entre Deus e a humanidade.


O Novo Ano litúrgico e o Advento são um tempo real, presente. Tempo este que nos leva a olhar o ontem messiânico e nos impulsiona para o futuro profético. Na caminhada temporal está presente a Santíssima Trindade: O Pai criador, o Filho que vem ao mundo recriá-lo e o Espírito Santo que nos une no amor. Caminhemos na fraternidade em busca da prática da justiça individual e social alimentados pela força da Palavra de Deus e da Comunhão Eucarística! Encontremos o amor e a paz com Maria, Jesus e os irmãos! 


  Professora Marina Lúcia de Cerqueira Marinho Oliveira











 

DNJ 2016 - JUVENTUDE EM AÇÃO E ORAÇÃO






Os jovens da Região Mariana Sul se encontraram no dia 16 de novembro em Ressaquinha, para celebrar o Dia Nacional da Juventude (DNJ) 2014.

 








 Com alegria e unidos à Cristo iniciamos o encontro vivendo experiência de discípulos-missionários, com sorrisos, gestos e palavras anunciamos a Boa- Notícia a todos que encontramos pelo caminho. Durante o dia participamos de muitas atividades, o grupo JCM (Jovens Conectados ao Mundo) da paróquia de São Sebastião apresentou um musical alertando sobre o extermínio dos jovens, pedindo que não sejamos omissos diante das injustiças, ódio e guerra e que não percamos a esperança de um mundo melhor. (Jovens Conectados ao mundo)








Depoimentos DNJ – Ressaquinha/MG
Jovem Anderson da Paróquia Santo Antônio de Silverânia participa pela primeira vez, achando muito bom estar presente, pois está aprendendo coisas novas, conhecendo pessoas, pretende voltar mais vezes. Não participa de nenhum grupo de jovens em sua cidade mas pretende participar a partir de agora.














Tainara, Paróquia Nossa Senhora de Lourdes de Conselheiro Lafaiete, participa do grupo de jovens EBV – Em Busca da Vida, é a primeira vez que participa do DNJ, achando muito bom, a energia da galera é boa, se sente mais leve, mais conectada a Deus. É um local que se pode refletir bastante. Alguns do grupo já vieram antes e aí pode fazer a comparação, alguns pontos podem ser tudo igual a mesma energia, a animação, mas a conexão com Deus é maior. Pretende voltar mais vezes se Deus assim permitir e afirma com toda certeza que aconselhará e incentivará outros jovens a participarem.


Bruna Juliana - Paróquia de São José, Ressaquinha - MG.
O DNJ 2014 teve alegria, espiritualidade e diversão, foi um dia Maravilhoso, fiquei alegre em ver tantos jovens presentes, participando das atividades realizadas. Louvar, dançar, cantar na presença de Deus é especial, cada minuto que passei neste dia ficará para a história, agradeço muito a Deus por tudo. Participar da organização foi uma experiência única, é uma visão completamente diferente, fazer parte do DNJ, construí-lo, é algo que vou levar pra vida toda. Foi cansativo, horas de sono perdidas, se alimentando pouco por causa da correria mais sinceramente do fundo do meu coração se acontecesse outro DNJ por aqui eu adoraria participar e fazer acontecer o meu dia, Dia Nacional da Juventude. A todos que lutaram para que esse evento acontecesse, muito obrigado, foi lindo ver a colaboração das famílias, dos grupos... Gratidão a todos que de uma maneira ou de outra participaram deste momento e que puderam renovar os seus compromissos em favor da defesa e promoção da Vida da Juventude, sem a benção de Deus sobre eles, e sem a força e a vontade dos organizadores de reunir tantos jovens, nada disso teria acontecido. Agora fica a saudade.


Colaboração: Stéfani Bruna
Setor Juventude/Paróquia São Sebastião

sexta-feira, 28 de novembro de 2014

CONFRATERNIZAÇÃO DO APOSTOLADO DA ORAÇÃO

No último dia 23, os integrantes do Apostolado da Oração reuniram-se no salão paroquial e confraternizaram-se, num momento de descontração para celebrar um ano de bênçãos e trabalhos na paróquia. 






Colaboração: Sônia Maria
Coordenadora Comunidade Matriz

COMUNIDADE MATRIZ REALIZARÁ PRIMEIRA COMUNHÃO NESTE DOMINGO

As crianças que farão a Primeira Comunhão tiveram uma aula sobre o significado de cada parte da missa
Neste domingo, 30, a Comunidade São Sebastião acolherá dezenas de crianças que farão a Primeira Comunhão Eucarística. Como parte da preparação, as crianças e seus pais participaram, no último dia 25, de um encontro com o Ministro da Eucaristia Marco Antônio, onde receberam orientações sobre as partes da missa. Após este encontro, houve uma confraternização no Salão Paroquial.

A Primeira Comunhão acontecerá na missa das 9h, na Matriz São Sebastião.






Colaboração: Sônia Maria
Coordenadora Comunidade Matriz

quinta-feira, 27 de novembro de 2014

PRIMEIRA COMUNHÃO - COMUNIDADE SÃO LUCAS

No domingo, 23 de novembro, às 15 horas, aconteceu, na Comunidade São Lucas, a primeira comunhão de vinte sete crianças.
A missa foi celebrada pelo pe Mauro Lúcio que em sua homilia pediu para os pais incentivarem aos seus filhos a continuarem na catequese e a participarem na igreja.
A celebração foi animada pelo coral de jovens da Comunidade. Ao final da missa foi realizado um agradecimento as catequistas que com seu trabalho de evangelização proporcionaram aquele momento tão importante na vida dessas crianças.











Colaboração: Joseanne Ceolin e Paulo César


quarta-feira, 26 de novembro de 2014

Arquidiocese promove primeira Assembleia da Infância e Adolescência Missionária

100_0189



No último sábado, dia 22, aconteceu à primeira Assembleia Arquidiocesana da Infância e Adolescência Missionária (IAM), no Centro Pastoral, em Mariana. O encontro elegeu os novos coordenadores do IAM, avaliou os trabalhos realizados durante o ano e refletiu sobre a Exortação Apostólica do Papa Francisco, a Evangelii Gaudium.
Foi eleita como coordenadora Iva da Silva Fernandes França Lobo e como  vice – coordenadora Maria de Fátima Veiga Dias.  Iva pertence à paróquia Cristo Rei, em Ouro Preto e Maria de Fátima à paróquia Nossa Senhora da Conceição, em Senador Firmino.
eleiu00E7u00E3o assessor arqiodiocesano mariana 22 11 14   1
O encontro contou com a participação do assessor do Conselho Missionário Diocesano (COMIDI), Padre  Oldair de Paulo Mateus, o  assessor da IAM, Padre Adelson Laurindo S. Clemente e a atual coordenadora arquidiocesana, Irmã  Silvana Gomes do Vale. Além do representante do Conselho Missionário de Seminaristas (COMISE), Fernando Paulo de Almeida Monteiro dos Santos.






Voltar sempre para Deus

“Quando vamos confessar-nos, é preciso compreender o que é que vamos fazer; pode-se dizer que vamos despregar Nosso Senhor da cruz. Uma confissão bem feita acorrenta o demônio. Os pecados que nós escondemos reaparecerão todos. Para que sejam definitivamente perdoados é necessário que bem os confessemos. Nossas culpas são grãos de areia ao lado da grande montanha que é a misericórdia de Deus.” (São João Maria Vianney)

reprodução Internet

Deus é amor (Cf. 1 Jo 4,8). Realmente, Deus nos ama e nos quer bem. Desde a criação Ele tem cuidado de nós com carinho e jamais quer que estejamos manchados pelo pecado. Por isso, o Senhor, Pai de bondade, oferece-nos sua misericórdia como reparação de nossas faltas.
Pelo Batismo, recebemos vida nova em Cristo (Cf. CIC §1420); no entanto, estamos inseridos no mundo e, assim, sujeitos a cair no pecado, deixando de lado a graça que vem do Espírito Santo, renovador dos cristãos. O não cumprimento dos mandamentos de Deus e o afastamento do seu amor demonstram nossa fraqueza humana, inclinando-nos ao pecado. Quando isso acontece, afastamo-nos de Deus, do próximo e de nós mesmos, por conseguinte da comunidade. 
A comunidade é onde se reúnem os fiéis. E esta precisa ser um lugar de encontro, de anúncio da Palavra de Deus, de fraternidade, de acolhida e, claro, de celebração da Eucaristia. Como somos todos pecadores, também nas famílias, nos seminários, nos locais de trabalho, na escola, na igreja, enfim, nos relacionamentos humanos estamos sujeitos ao erro, ao pecado.  
Mas, a Igreja por meio do sacramento da Penitência, ou da Reconciliação (o qual pode ser chamado de sacramento do perdão, da Confissão ou da Conversão) torna-se sinal da infinita misericórdia de Deus. “Aqueles que se aproximam do sacramento da Penitência obtêm da misericórdia divina o perdão da ofensa feita a Deus e ao mesmo tempo são reconciliados com a Igreja que feriram pecando, e a qual colabora para sua conversão com caridade, exemplo e orações” (LG 11). A partir disso, inserimo-nos novamente na comunidade cheios da graça que vem do perdão de Deus. 
O que deve alegrar-nos, portanto, é que somos filhos da luz e não das trevas (Cf. 1 Ts 5,5) e, que o Espírito vem em auxílio da nossa fraqueza (Cf. Rm 8,26). Deus acolhe nossa miséria, retirando-nos do caminho do mal, contudo não estamos sós. Amar a Deus e ao próximo como a nós mesmos é fundamental em nossa vida de fé cristã (Cf. Mt 22, 36-39).

Fabiano de Matos
Seminarista Propedêutico 2014